Pesquisar

26 de set de 2013

O Dia Da Caça - James Patterson

Título: O Dia Da Caça
Autor: James Patterson
Editora: Arqueiro 
Páginas: 212
Comprar: Preços
Avaliação: 3/5

Resenha: Minha opinião sobre esse livro mudou. Eu o li há algum tempo e confesso que na época não achei nada de especial, ou genial, como tanto se falava. Pois bem, continuo pensando que não é um livro ótimo, porém agora o vejo com outros olhos. Com olhos mais maduros. 

A princípio fiquei aterrorizado com a brutalidade que o livro contém: assassinatos frios, desdém à vida. Alguns dos personagens me deixava com nojo! E hoje vejo como isso é bom(!), pois percebi que o livro me segurou, e definiu fortemente a personalidade de alguns personagens, o que considero importante em um livro. E apesar de toda a violência encontrada em 'O Dia Da Caça' é uma leitura recomendada! 


James Patterson criou uma obra complexa, com personagens-chave que estavam interligados, mesmo que não parecesse. O enredo do livro é construído pelo olhar de Alex Cross, um detetive experiente que narra a história segundo seu ponto de vista. Um ponto de vista muito profissional. Exceto é claro, quando começa a investigar um assassino frio e cruel responsável por muitas mortes, inclusive de sua namorada dos tempos da faculdade. A partir deste ponto Cross se entrega, e faz daquela caçada, a sua caçada. E então as coisas começam a ficar ruins.

O detetive Cross começa a investigar os motivos e mistérios dos assassinatos e fica cada vez mais preso ao caso. Nesse aspecto o livro deixa a desejar, pois torna a leitura um pouco cansativa por conta da obsessão do detetive em saber porquê  de sua ex ter sido morta, os motivos pelos quais o assassino vivia viajando de país em país e coisas do gênero, que faziam com que a leitura ficasse carregada. Essa obsessão é tanta que Cross esquece de sua família, tem pouco contato com eles e vive conhecendo novos 'personagens' dessa trama, mas personagens superficiais. Isso é realmente lamentável. O livro também é cheio de passagens muito rápidas e cenas brutais, não muito agradáveis. Mas esses são os lados negativos do livro. 

O lado bom do livro fica por conta do desenvolvimento da trama. Afinal, todo esse esforço do detetive teria de valer para alguma coisa certo? E realmente vale: ao decorrer da estória, o autor vai revelando pequenos detalhes sobre o caso, e sim: eu tentei solucioná-lo antes do detetive. Claro que não obtive sucesso, mas foi divertido. E o livro causa isso, nos deixa ansiosos pois devido à grande preocupação de Cross em solucionar  o crime, acabamos nos envolvendo também. Tenho que falar também que alguns personagens são realmente marcantes, e apesar de permanecerem por poco tempo no livro, são de suma importância para seu desenvolvimento!

Por fim quero falar sobre o autor James Patterson: gostei bastante de sua escrita, que em sua maioria fluiu facilmente, mesmo sendo minha primeira leitura do autor. E também sobre o trabalho realizado no livro: as folhas são amarelas e confortáveis, o livro é pequeno e gostoso de ler. Mesmo com minhas ideias sobre esse livro, imagino provável a opção de relê-lo algum dia, pois tenho certeza que terei novos pontos de vista sobre ele. É um livro bom, eu o recomendo!



Um comentário:

  1. Eu ainda não li nada do autor, mas pelo que leio ele se dá melhor nos livros desse estilo mesmo. No proximo será melhor! Haha

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Ei blogueiro - não deixe spam por aqui, o mundo agradece!

Ei leitor - escreva o que quiser, munido de respeito e coerência, porém.